CONSERVANDO A FÉ

This entry is part 1 of 4 in the series Conservando a Fé

PARTE I

download

Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?

(Lucas 18. 8b RA- Ilumina Gold).

Vivemos um momento conturbado para o evangelho no Brasil. Muitas são as vozes que se levantam em nome de Jesus, enquanto a Igreja que deveria representar o Reino de Deus hoje, representa apenas o interesse denominacional.   A base doutrinária está resumida na prosperidade, nos milagres, nos dízimos, no serviço em prol da Igreja (instituição) que cada vez mais acumula poses na terra, dizendo ser para beneficio dos fiéis.

Por ventura, haverá na terra algo que possa beneficiar um cristão genuíno.   Assim como no inicio o maior inimigo do evangelho não está fora e sim dentro da Igreja.

E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos, repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade; e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. (2Pedro 2. 1-3 RA Ilumina Gold)

Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras. (2Corintios 11. 13-15 RA Ilumina Gold)

Criamos lideres que pensam ter sobre a Igreja a mesma autoridade de Cristo, esquecendo-se que são apenas mordomos.   Governos humanos que promovem injustiças por meio de suas decisões, alegando que as tais representam a vontade de Deus.   O resultado desta “balburdia” é uma Igreja acuada, decepcionada, frustrada, desgarrada.

  • Desgarrada: devido ao quadro traumático vivido pelo corpo eclesiástico, que ao invés de apascentar cuida apenas de seus interesses, dizendo representar a Cristo Jesus.
  • Frustrada: com a instituição que deveria buscar o interesse do Reino de Deus segundo sua Palavra, mas ao invés disso, usa tal Palavra para seu próprio beneficio.
  • Decepcionada: pois já não reconhece a voz do Senhor nos lábios de seus ministros, pois suas mensagens expressam seu próprio entendimento e vontade.
  • Acuada: uma vez que os conflitos internos abafam a essência do verdadeiro Evangelho que é o poder de Deus.

O quadro descrito acima não é novo, como podemos ver no relato de Paulo em sua epistola considerada pastoral e direcionada a Timóteo.

Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns que não ensinem outra doutrina, nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora. Ora, o fim do mandamento é a caridade de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. Do que desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas, querendo ser doutores da lei e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. (1Timóteo 1. 3-7 RA Ilumina Gold)

Paulo pede a Timóteo que fique e continue a advertires os irmãos, uma vez que alguns lideres já estavam ensinando doutrinas baseadas em fábulas, em ideologias humanas que ao invés de produzirem a edificação levariam a Igreja a ruína.   Buscavam com isto dar a Igreja um significado que ela não tem, criando uma instituição baseada em seus próprios pensamentos, suas próprias vontades o que trouxe grande tribulação aos membros da Igreja quanto à prática das doutrinas fundamentais ensinadas por Jesus.   Querendo ser sábios na Palavra não entendiam o verdadeiro significado do evangelho e por isto Paulo ao escrever sua carta aos Efésios, busca o fortalecimento dos crentes na fé em Jesus, explicando a estes a natureza e o propósito da Igreja que é o corpo de Cristo.   Timóteo que parece estar vivendo em Éfeso recebe de Paulo um mandamento.

Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia, conservando a fé e a boa consciência, rejeitando a qual alguns fizeram naufrágio na fé.(1Timóteo 1. 18-19 RA Ilumina Gold)

Contrário ao que muitos pensam e dizem Paulo dá um mandamento a Timóteo dizendo a ele que milite, combata, lute segundo as profecias que houve acerca dele, conservando com isto a fé e a boa consciência.   Paulo está dizendo a Timóteo que ele deve lutar a fim de que as promessas se cumpram e não apenas esperar como muitos ensinam por ai, isto quer dizer que o ministério e suas promessas só irão se concretizar se lutarmos conservando a fé e a boa consciência em relação ao Evangelho.  Lutar na conservação!

Conservar significa: manter no mesmo estado ou lugar; estado de pureza, fazer durar; impedir que acabe ou se deteriore, continuar a ter; guardar cuidadosamente, ter em seu poder; conservar os ensinamentos de seu pai.

A Palavra aqui descrita é direcionada ao ministério de Timóteo, mas certamente serve para todos os crentes em nossos dias, isto porque o Evangelho no Brasil tem se tornado uma grande salada de frutas.   Na caminhada cristã você irá se decepcionar com aqueles que dizendo serem irmãos demonstram apenas interesse, com lideres que buscam apenas o estabelecimento de sua própria visão, com pregadores que irão dar mil e uma resposta para o seu problema.  Você irá se frustrar quando descobrir que aqueles que você julgava ser espirituais agora zombam da fé levando uma vida totalmente mundana, se sentirá desgarrado guando pedir ajuda e os obreiros da casa de Deus lhe disserem:

Não podemos lhe atender agora, pois temos que orar e jejuar, a Igreja está se preparando para o congresso de aniversário e temos uma reunião com o pastor.   Ficará totalmente acuado quando lhe disserem que você está errado, por mais que esteja certo, a final você é um rebelde.

Existe um que estará sempre disposto a lhe ajudar, o Espírito de Deus, que o mundo não conhece, mas que esta em você.

Não permita que tais ocorrências manchem suas vestes, criando raízes de amargura em seu coração, arrancando o temor de Deus da sua vida, destruindo sua fé, corrompendo seu entendimento do que é a vontade de Jesus para sua vida.

Combata!   Conservando a fé e a boa consciência.

Mesmo diante de tais dificuldades lembre-se que a bíblia tem as respostas de Jesus para seus questionamentos, suas dúvidas e necessidades.   É importante termos uma autoridade sobre nossa vida, lembre-se, a Palavra de Deus é autoridade na terra e nada, nem ninguém pode substituir tal autoridade.   Da mesma forma o representante legal de Cristo (Jesus) no mundo, é o Espírito Santo.

Portanto, busque na Palavra, e o Espírito Santo lhe ensinará a fim de que sua vida glorifique a Jesus.   Nesta última hora é necessário atentarmos para o mandamento deixado por Paulo a Timóteo; conserve a fé e a boa consciência, militando segundo as profecias que houve acerca de ti meu irmão, para que tua consciência não rejeite a fé e venhas a blasfemar do Senhor como ocorreu e tem ocorrido com alguns.

É ora de lutar! A bíblia diz:

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé. (Romanos 1. 16-17 Ilumina Gold)

Porque ainda um poucochinho de tempo, e o que há de vir virá e não tardará. Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma. (Hebreus 10. 37-39 Ilumina Gold).  

Se Jesus voltar hoje; agora; neste exato momento.

Achará fé na sua vida?

Querido irmão, quero deixar um texto para apreciação de algumas promessas a seu respeito.   Disse Jesus:

Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida que está no meio do paraíso de Deus.

O que vencer não receberá o dano da segunda morte.

Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.

E ao que vencer e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,

O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.

A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.

Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono.

(Apocalipse 2. 7,11,17,26-b; 3. 5, 12, 21 RC Ilumina Gold)

 VENÇA!  Porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus, para sua vida.

Deus lhe abençoe.

CONSERVANDO A FÉ

This entry is part 2 of 4 in the series Conservando a Fé

 PARTE II 

download

Se Jesus voltar hoje, neste exato momento.

Achará fé, na sua vida?

Como já vimos muitas são as adversidades encontradas hoje para aqueles que creem em Jesus, e pela fé tornaram-se filhos de Deus.   Ciladas, astutas ciladas, armadilhas internas e externas que exigem do cristão uma postura diária de vigilância e muita oração.

Na caminhada de fé certamente vamos vivenciar situações que levarão nossos princípios a um teste extremo de fidelidade ao Senhor da nossa vida, o que é perfeitamente normal uma vez que estamos no mundo, embora já não pertençamos a ele, daí o motivo das provações.

Por vezes o combate estará tão acirrado que nossa fé parecerá fraca, a ponto de pensarmos que não temos fé diante de uma determinada situação.   Questões práticas e diárias, pequenas pedras que nestes dias arrastam muitos ao abandono da fé.

Certa ocasião, ao observar maratonistas que cruzavam a linha de chegada percebi um fenômeno interessante.   Seus braços estavam manchados por uma substancia que os deixava esbranquiçados como se estivessem sujos.   Ao passar a linha de chegada os corredores eram atendidos por uma equipe médica que verificava sua condição física dando a eles de imediato uma garrafa plástica com um liquido para reposição de suas energias.   Após isto eram instruídos há caminhar um pouco até que seu sistema físico voltasse a estabilidade.

Aproximei-me de um técnico em enfermagem e perguntei:

            – Por que os corredores chegam com partes do corpo esbranquiçadas?

Ele respondeu.

            – A corrida de maratona é considerada de longa distancia quarenta e dois quilômetros são percorridos pelo atleta, por isto o grau de desgaste físico é extremo, alterando todo funcionamento físico do corpo.   Devido à alta temperatura do corpo e ao funcionamento acelerado de todo organismo físico, existe uma perda excessiva de caloria, neste processo o sal se comporta como um facilitador/equilibrador permitindo que as glândulas possam expelir os líquidos.   No entanto este tipo de corrida leva o atleta ao limite da resistência humana, por este motivo, devido a grande explosão calórica o sal acaba por se solidificar sobre os poros da pele, causando o que você está vendo.

O cristão está em uma maratona, onde a distância a ser percorrida provocará alterações violentas em sua forma de vida na terra; maratona que envolve as promessas descritas na primeira parte deste post, onde o grau de dificuldade aumenta a cada quilometro percorrido, exigindo com isto maior força a ser empregada.

Jesus disse: Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. (Mateus 5.13 RC Ilumina Gold 2009)

Todo maratonista perde sal, uns mais, outros menos, pelo fato de que a maratona exige do corpo um estado extremo de força e consequentemente provoca um grande desgaste físico e mental.   Da mesma forma o cristão pode perder aos poucos sua fé diante das barreiras éticas, morais e sociais a serem enfrentadas, haja vista os confrontos internos e externos o levam a um combate violento, onde a carne milita ferozmente contra o Espírito.   A cada barreira um novo confronto; a cada confronto uma nova exigência; a cada exigência a necessidade de uma resposta que seja fiel ao Senhor Jesus.

Por este motivo Paulo dá um mandamento a Timóteo.

Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia, conservando a fé e a boa consciência, rejeitando a qual alguns fizeram naufrágio na fé.(1Timóteo 1. 18-19 RC Ilumina Gold)

É possível conservar a fé e a boa consciência?   Veja o que Paulo diz no texto que antecede o mandamento dado a Timóteo.

Ora, o intuito da presente admoestação visa ao amor que procede de coração puro, e de consciência boa, e de fé sem hipocrisia. Desviando-se algumas pessoas destas coisas, perderam-se em loquacidade frívola, pretendendo passar por mestres da lei, não compreendendo, todavia, nem o que dizem, nem os assuntos sobre os quais fazem ousadas asseverações. .(1Timóteo 1. 5-7 RA Ilumina Gold)

O mandamento dado a Timóteo tem por objetivo fazer com ele não perca sal diante das questões que se levantavam dentro e fora da Igreja, mas que continue militando segundo as promessas feitas em sua vida e admoestando a todos que o fim do mandamento divino é:

  • Um coração puro.
  • A boa consciência para com Deus.
  • Uma fé sem hipocrisia, sem fingimento.

Este é o motivo pelo qual devemos lutar buscando sempre em meio à casa de Deus o refrigério que somente Ele pode nos dar, ouvindo sua Palavra a fim de que nossa fé seja fortalecida a cada batalha que travamos.

Na maratona da fé iremos perder sal, mas graças a Deus, que por meio de seu Filho Jesus nos deu o Espírito Santo a fim de que possamos experimentar do seu amor, conhecendo sua vontade, andando com um coração puro, com boa consciência, para manifestação de uma fé não fingida.

Conservar a fé e a boa consciência é o que Deus nos ordena nestes dias, a final, nossa vida precisa estar repleta de fé salvífica para que naquele dia possamos nos encontrar com o nosso salvador Jesus Cristo.

Mas! Como conservar a fé e a boa consciência?

Continua…

CONSERVANDO A FÉ

This entry is part 3 of 4 in the series Conservando a Fé

PARTE III

download

Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma. (Hebreus 10. 39) 

Como já dito, na maratona da fé estamos propensos a perder sal, a final não somos do mundo, mas estamos nele.

O texto sobre o qual estamos discorrendo nos dá a dica de como conservar a fé; “ora, o fim do mandamento é a caridade de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida”. (1Timóteo 1.5 RC)

Paulo se refere ao fim (termo que em grego significa “Télos” palavra que tem sua origem em “Téllo”, o limite, a conclusão de um ato; substantivo que significa final, um término) do mandamento destacando três pontos em especial; o amor de um coração puro, uma boa consciência e uma fé não fingida.

Amor de um coração puro:

Filho meu, atenta para as minhas palavras; às minhas razões (mandamentos) inclina o teu ouvido. Não as deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-as no meio do teu coração. Porque são vida para os que as acham e saúde, para o seu corpo. Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem às saídas da vida. (Provérbios 4. 20-23 RC Ilumina Gold 2009)

Guardar as Palavras de Deus em nosso coração é o único meio de nos mantermos puros a fim de reter o amor de Deus em nós.   A Palavra tem em si a condição de purificar nosso homem interior discernindo pensamentos e intenções, possibilitando que o Espírito Santo trate conosco.

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes, todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar. (Hebreus 4. 12-13 RC Ilumina Gold 2009)

A ação da Palavra produz no crente uma mente que está em constante transformação dando a este o entendimento necessário para que não se conforme com o mundo a sua volta, mas para que possa neste tempo conhecer a vontade de Deus, por isto:

A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando ao Senhor com graça em vosso coração. (Colossenses 3. 16 RC Ilumina Gold 2009)

Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Romanos 12. 1-2 RC Ilumina Gold 2009)

Somente estando cientes da vontade de Deus poderemos compreender seu amor, santificando cada vez mais nossa vida em sua presença e mesmo em meio a um mundo em trevas, viveremos com um coração puro, basta que:

Sabeis isto, meus amados irmãos; mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus. Pelo que, rejeitando toda imundícia e acúmulo de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar a vossa alma. E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos. (Tiago 1. 19-22 RC Ilumina Gold 2009)

Como posso saber se meu coração é puro para que nele possa habitar o amor de Deus.

Ora, sabemos que o temos conhecido por isto: se guardamos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Aquele, entretanto, que guarda a sua palavra, nele, verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de Deus. Nisto sabemos que estamos nele: aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou.(1João 2. 3-6 RC Ilumina Gold 2009)

 Uma boa consciência:

Por que a Igreja de hoje está, desgarrada, decepcionada, frustrada e acuada? Porque o conhecimento de Deus tem se esvaído da terra.

A história da humanidade está repleta de personagens, mitos e lendas que pré-figuram o cotidiano no intuito de desfazer a boa consciência humana em relação e Deus.   Desta forma o ser humano culpa Deus por todas as catástrofes e calamidades que ocorrem, inclusive em se tratando de suas próprias vidas.

Infelizmente em meio a Igreja isto também ocorre e por isto Paulo deixa Timóteo em Éfeso, para advertires a fim de que a consciência dos crentes não se perca em meio às fábulas.

Estando João Batista no cárcere enviou seus discípulos a Jesus com uma pergunta, “és tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar outro”? (Mateus 11.3 RC)

A resposta de Jesus aos discípulos de João foi:

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho. E bem-aventurado é aquele que não achar em mim motivo de tropeço. (Mateus 11.4-6 RA Ilumina Gold 2009)

E bem-aventurado é aquele que se não escandalizar em mim. (Mateus 11. 6 RC Ilumina Gold 2009)

Jesus fala sobre o evangelho e suas obras, de repente pronuncia algo totalmente fora do contexto, “bem aventurado aquele que não achar em mim motivo de tropeço, de escândalo”.

Talvez, João tenha pensado, andei por este deserto, comi apenas mel silvestre e gafanhotos, me vesti com peles de camelos e couro, preguei a palavra de Deus, batizei para arrependimento de pecados, adverti a todos que se arrependessem.   Se Jesus for realmente o Messias Ele vai fazer algo por mim, vai me tirar deste lugar, a final, estou prezo.

Infelizmente muitos pensam assim, sem contudo examinar o que diz as escrituras e por isto ao enfrentarem as barreiras da vida acabam se perguntando.

Por que Deus curou o filho da irmã e não curou o meu?

Por que ainda não fui batizado com o Espírito Santo?

Por que eu estou orando há cinco anos e meu marido ainda não se converteu?

Por que eu não sou consagrado a obreiro, dei minha vida por esta Igreja (templo)?

Por que o pastor não me dá atenção, estou numa luta?

Por que uns são disciplinados e outros não?

Quando Jesus vai terminar com meu sofrimento?

Jesus dá um testemunho tremendo sobre João Batista, “em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João Batista; mas aquele que é o menor no Reino dos céus é maior do que ele”.(Mateus 11.11)

No entanto João morreu decapitado, isto não o impediu de ter feito o que Deus lhe ordenou, não tirou de sobre ele a graça de Deus.

Boa consciência é uma qualidade da mente, uma capacidade de perceber a relação entre si e um ambiente, é ter conhecimento, noção do que se passa em nós, estar ciente, conhecer a ação que se deve tomar ser agradável, confortável, prazeroso.  Ter boa consciência significa ser como se deve ser, como convém que seja.

Talvez você esteja pensando que eu darei resposta a tais perguntas, lamento, mas não tenho as respostas.

O que posso dizer é, tais perguntas são o sintoma inicial da má consciência para com Deus.   Entenda, não somos deste mundo, mas como estamos nele.

O mundo não vos pode odiar, mas ele me odeia a mim, porquanto dele testifico que as suas obras são más. (João 7. 7 RC ilumina Gold 2009)

Se o mundo vos aborrece, sabei que, primeiro do que a vós, me aborreceu a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece. Lembrai-vos da palavra que vos disse: não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardarem a minha palavra, também guardarão a vossa. Mas tudo isso vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. (João 15. 18-21 RC ilumina Gold 2009)

Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo. (João 16. 33 RC ilumina Gold 2009)

Não são do mundo, como eu do mundo não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. (João 17. 16-17 RC ilumina Gold 2009)

A bíblia diz que Deus nos deu armas poderosas.

Porque, andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo… (2Coríntios 10. 3-5 RC Ilumina Gold 2009)

O texto bíblico não diz que nossas armas são poderosas para destruir demônios e sim fortalezas, conselhos e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus.

Por este motivo devemos levar nosso entendimento cativo á obediência de Jesus, pois se assim não for, certamente poderemos nos deparar com as perguntas acima citadas, o que nos levará a buscar segundo nosso próprio entendimento uma resposta que nos seja agradável.   Neste momento carnal, emocional, onde queremos uma resposta, certamente o inimigo lançará sugestões que podem gerar uma má consciência para com Deus e passamos a atribuir a Jesus uma culpa que Ele não tem, esperando dEle algo que Ele não prometeu.   A vontade de Satanás é destruir o conhecimento que você já adquiriu ou possa adquirir de Deus uma vez que ele tem consciência de que:

Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente, sereis meus discípulos e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.(João 8. 31-32 RC Ilumina Gold 2009)

Muitos tem se desviado da fé ou mesmo blasfemado contra Deus, por não acharem respostas para os seus problemas, não entenderam que a vida em Deus está além de tudo isto, não receberam a revelação de que em Cristo somos mais do que vencedores.

Manter a boa consciência para com Deus é estar convicto que:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. (João 3. 16-17 RC Ilumina Gold 2009)

Querido leitor, não importa a circunstância que você está vivendo, não importa meu irmão, o tamanho da dificuldade pela qual você está passando, mantenha sua boa consciência para com Deus, pois nada pode separar Cristo daquele que o recebe.

Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Como está escrito: Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. (Romanos 8. 35-39 Ilumina Gold 2009)

Do que você tem convicção…

Você está bem certo disto…

 Continua…