Vencendo as tentações.

This entry is part 1 of 4 in the series Mensagens


Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar. 

1 coríntios 10;13 

Vivemos num mundo totalmente conturbado, é impossível vivermos sem pecarmos e sem cairmos algumas vezes em certas tentações, mas, como nos diz no texto acima, há um escape, uma saída!

Considere:

Primeiro: Não vencemos uma tentação na hora da tentação, nem 5 minutos antes dela, e sim bem antes dela vir sobre nós, como? Tendo comunhão 24 horas com Deus, talvez você se pergunte, como é possível isso? Orando, jejuando e mantendo uma vida santificada ao longo do dia, claro que nem sempre vamos fazer jejum, nem sempre vamos conseguir orar, duas ou três vezes por dia, ou então orar como gostaríamos, mas nas pequenas coisas que cuidarmos, já nos dá um grande resultado!

Segundo: Cuidado com o que você vê e ouve, você sabia que pode enfraquecer ao longo do dia escutando músicas seculares? olhando novelas e alguns filmes? Pode até achar que não, mas aquilo que você vê e ouve abre portas para o mundo espiritual, imagine comigo 2 balanças, uma com um peso carnal ( cheias de músicas seculares, filmes de terror, novelas, filmes fora da realidade, vídeo games, entre outros) e outra com um peso espiritual ( com orações, jejuns, leitura da palavra de Deus e músicas e filmes edificantes para a sua alma) qual delas você acha que vai vencer a tentação quando ela chegar? Com certeza não será a com o peso carnal, por isso convido você hoje a elevar a sua balança espiritual, e deixar de lado a balança carnal.

Tiago 1. 12 Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que amam.

Quando vencemos as tentações, não podemos nos vangloriar, porque o mérito não é nosso e sim de Deus que nos deu a força para a vencermos!

Romanos 12. 2 E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Não podemos nos conformar com este mundo da maneira como ele se encontra, mas temos que assim como diz o texto acima, sermos transformados pela renovação do nosso entendimento, ou seja, se alguém acha normal o que está errado e você sabe pelo seu entendimento que não está certo, não concorde com isto, não ache isso normal também, seja diferente, você tem entendimento, tem conhecimento da palavra de Deus dentro de você, então mude o que você sabe que está errado e assim vencerá a tentação!

Efésios 4. 27  Não deis lugar ao diabo. 

Como foi dito antes, o que você anda olhando e ouvindo? você já percebeu que se olhamos uma novela, muitas vezes acabamos torcendo pelos vilões e pelos relacionamentos totalmente conturbados e fora da vontade de Deus? Isto também é dar lugar ao diabo, você acha que ele vai te obrigar a fazer algo? Claro que não, nós que abrimos portas para ele entrar em nossa vida, nós temos que escolher ou somos cristãos ou não somos, damos tempo para Deus ou não damos? Não dá pra ficarmos em cima do muro a vida toda, assim jamais venceremos as tentações que nos cercam, Jesus está voltando e cremos nisso. Que possamos tomar decisões certas, para naquele dia, naquela hora, nos encontrarmos com Ele!

Efésios 6. 11 Revesti-vos de toda armadura de Deus para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Você sabe quais são as armaduras de Deus?

Cinturão da verdade: Satanás luta usando mentiras; as vezes suas mentiras soam como verdades, mas somente os cristãos tem as verdades de Deus que podem vencer satanás.

Couraça da justiça: A justiça divina é a armadura do corpo que protege nosso coração dos ataques de satanás. O Senhor nos aprova porque nos ama, por isso enviou seu filho para morrer por nós.

Escudo da fé: O que vemos são os ataques de satanás sob a forma de insultos e muitas tentações. Mas o escudo da fé nos protege das setas inflamas e invisíveis do diabo, debaixo da proteção divina, tornamo-nos capazes de enxergar além das nossas circunstancias, isso é fé!

Capacete da salvação: Satanás deseja que tenhamos dúvidas a respeito de Deus, Jesus e da salvação. O capacete protege as nossas mentes para que não tenhamos dúvidas em relação à obra que Deus realizou por nós, a salvação.

Espada do espírito/Palavra de Deus: A espada é a única arma de ataque nesta descrição da armadura divina. Existem momentos em que precisamos tomar atitudes ofensivas contra satanás. Quando somos tentados, precisamos confiar na verdade, que é a sua Palavra.

Versículos para reflexão: Tiago 4. 7-10. 

 Sujeitai-vos pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. 

Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e vós de duplo ânimo, purificai os corações. Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai, converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará. 

DESTRUINDO FORTALEZAS

This entry is part 1 of 3 in the series Anulando Sofismas

ANULANDO SOFISMAS

images (8)

Assim diz o Senhor:

Eis que irei separar o joio do trigo, tirarei todo joio do meio da Igreja.

Certamente muitos cristãos já ouviram está expressão vinda por meio de palavra profética, mas será que tal mensagem condiz com a verdade bíblica sobre a questão?

É preciso em primeiro lugar compreender que o ofício de profeta se encerrou com Jesus Cristo, Ele é o último profeta no que diz respeito a Palavra (revelação) de Deus para a humanidade.

Entre tanto, um dos oficios que constituem o Ministério da Palavra é o Profeta, referindo-se a revelação divina exposta de forma homilética, neste aspecto todo aquele que revela verdades divinas por meio da Palavra é um Profeta. Existe ainda uma capacitação que pode se somar ao ministério do Profeta, mas que está a disposição de toda Igreja segundo a vontade do Espírito Santo: o Dom de Profecia.

O dom de profecia visa revelar algo presente ou futuro no intuito de consolar, exortar e edificar. No Ministério da Palavra o ofício de profeta depende do contato que o ministro tem com a Palavra, já o Dom de Profecia depende da ação do Espírito Santo na vida do cristão.

Nossa intenção é observar apenas a Palavra proferida, é bíblica ou não.

Referindo-se ao reino dos céus Jesus por meio de uma parábola disse:

O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo; mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou o joio no meio do trigo e retirou-se. E, quando a erva cresceu e produziu fruto, apareceu também o joio. Então, vindo os servos do dono da casa, lhe disseram: Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde vem, pois, o joio? Ele, porém, lhes respondeu: Um inimigo fez isso. Mas os servos lhe perguntaram: Queres que vamos e arranquemos o joio? Não! Replicou ele, para que, ao separar o joio, não arranqueis também com ele o trigo. Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai primeiro o joio, atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu celeiro. (Ev. Mateus 13. 24-30 NT-Bíblia Sagrada)

Segundo o próprio Jesus o joio só será retirado ou separado no tempo da colheita, mas que tempo é este. O tempo da colheita aqui citado diz respeito ao arrebatamento da Igreja pois nele se conhecerá os que realmente fazem parte da Igreja invisível de Jesus. Após ouvirem tal parábola sem com tudo a compreender, os apóstolos questionaram Jesus sobre seu significado, Ele lhes respondeu.

O que semeia a boa semente é o Filho do Homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo que o semeou é o diabo; a ceifa é a consumação do século, e os ceifeiros são os anjos. Pois, assim como o joio é colhido e lançado ao fogo, assim será na consumação do século. Mandará o Filho do Homem os seus anjos, que ajuntarão do seu reino todos os escândalos e os que praticam a iniqüidade e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes. Então, os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos [para ouvir], ouça. (Ev. Mateus 13. 37-43 NT-Bíblia Sagrada)

Observe que Jesus fala de escândalos e de pessoas que praticam a iniquidade e mais uma vez Ele cita a consumação do século. Diante do texto exposto, será que Jesus falaria algo contrário a sua própria Palavra frente ao que já está registrado para conhecimento da Igreja. Em suas últimas instruções, Jesus falou aos discípulos que o Espírito Santo glorificaria seu nome, falaria do que recebeu dEle próprio.

Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar. (Ev. João 16. 13-14 NT-Bíblia Sagrada)

Será possível que o Espírito Santo fale por meio do Dom de Profecia algo que contraria a Palavra de Jesus. Certamente não, conforme o descrito na Palavra o joio só será separado do trigo na consumação do Século.

Portanto, tal expressão não procede nem como uma ação do Espirito Santo, nem com a Palavra de Jesus sobre a questão pois a vontade de Deus é que as pessoas permaneçam na Igreja uma vez que já foram salvas, mesmo que sejam fracas na fé. A Igreja está na terra justamente para atrair a Jesus aqueles que ainda serão salvos. É impossível que não existam escândalos disse Jesus, isto porque joio e trigo crescem juntos e na fase de crescimento é praticamente impossível identificá-los.

Se alguém está servindo de escândalo ou causando problemas em meio a uma congregação devido a suas atitudes, a melhor maneira de tratar a questão é ministrar sobre tal pessoa a Palavra de Deus. É o que está por detrás destas pessoas, de suas ações e atitudes que deve sair, primeiramente de suas vidas e consequentemente do ambiente da Igreja.

Caso não exista uma solução, precisamos entender que a Ministração da Palavra (ensinamento) expelirá tal pessoa, pois ela não suportará as verdades da Palavra quando Ministrada em demonstração de Poder e unção do Espírito Santo.

Porque Deus não arranca o joio? Porque tal violência também levaria a perda de trigo e segundo a própria Palavra de Deus sua vontade é tratar os corações a fim de que haja sujeição a sua vontade por parte de todos os que irão se salvar, e se há submissão, certamente Deus poderá corrigir os que ainda agem com infidelidade.

Convém frisarmos que tal parábola refere-se ao momento da consumação do século (o momento de mudança, de virada, de uma nova dispensação, do arrebatamento) onde então o joio será recolhido, até lá nossa tarefa é pregar a Palavra de Deus pois ela é a única capaz de limpar, produzindo não só o arrependimento como também a fé salvifica no ser humano. (salvifica=fé em Jesus)

Alguém pode dizer: E se houver pessoas enviadas pelo mal, justamente para provocar problemas, como disse Jesus: “os filhos do maligno”. Jesus utiliza o termo “filho” porque as atitudes provenientes do caráter de tais pessoas mostram sua inclinação ao mal, o que contraria a natureza dos filhos de Deus, que se inclinam a sujeição e obediência a Palavra de Deus. Tais pessoas tiveram tempo para se arrepender, se converter tal como Judas Iscariotes que andou lado a lado com Jesus, (Deus não matou Judas, Judas se matou). Entretanto na consumação do século não haverá misericórdia, ou seja, aqueles que andaram em iniquidade no meio da Igreja serão identificados com o pai da iniquidade, “Satanás”, o diabo (acusador); por isto são identificados como filhos do maligno.

 Joio e trigo são apenas alegorias, uma forma que o profeta usa para falar, pensam alguns.

Se a mensagem não condiz com a Palavra de Deus (que deve ser conhecida pelo Profeta) e mesmo assim foi proferida, bem, neste caso a responsabilidade é do Profeta. Como vimos tal expressão contraria a mensagem do Evangelho, portanto seu portador será responsabilizado por Jesus Cristo.

Gostaria de lembrar aos Profetas e aqueles que possuem o Dom de Profecia, que Jesus disse:

Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado. (Ev. Mateus 12. 36-37 NT-Bíblia Sagrada)

Use seu talento com responsabilidade.

Lembre-se, Deus rejeita o pecado mas ama o pecador.

Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão.

(2Corintios 10. 3-6 NT-Bíblia Sagrada)

ASTUTAS CILADAS

This entry is part 4 of 5 in the series Astutas Ciladas de Satanás

images (29)

EGOCENTRISMO

Assim diz o Senhor Jeová: Tu és o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; toda pedra preciosa era a tua cobertura: a sardônia, o topázio, o diamante, a turquesa, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo, a esmeralda e o ouro; a obra dos teus tambores e dos teus pífaros estava em ti; no dia em que foste criado, foram preparados. Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti. (Ezequiel 28. 12b-15 RC Ilumina Gold)

Por de traz da perfeição existe um grande mal, como homens julgamos que somente aquilo que é errado perante a sociedade, a lei e a prática religiosa é o que pode nos afastar de Deus, mas na perfeição também existe um caminho terrível.   O texto acima descreve um ser antes chamado Lúcifer, perfeito em todos os seus caminhos desde o dia em que foi criado, até que nele se achou iniquidade.

A perfeição, o talento, as qualidades e características, a aprovação tanto divina quanto humana de alguém pode levar o “eu” desta pessoa a visualizar o mundo a sua volta com base na sua própria experiência considerando a si mesmo como centro de todo interesse.

Egocentrismo, uma astuta cilada de satanás!

Egocentrismo é a tendência de tudo referir-se ao próprio eu; onde o individuo se vê como o centro de todos os interesses; por isto qualifica o amor excessivo a si próprio, sem considerar os interesses dos outros, gerando iniquidade.   A iniquidade surge do amor ao próprio ego, tornando o individuo injusto, perverso, malvado, iníquo uma vez que seu “eu” se sobressai sobre tudo e todos.

…até que se achou iniqüidade em ti.

Mesmo sendo criado com equidade (caráter do que é feito com justiça) o coração de Lúcifer se corrompeu diante de sua perfeição pelo juízo que fez de si mesmo encheu-se de iniquidade tornando-se mal, injusto, perverso, pai da mentira, denominado por isto Satanás, o que se opõe a Deus.

Os problemas sociais e humanos que enfrentamos nestes dias estão ligados ao egocentrismo.   Mesmo uma luta, que em princípio parece ser por algo nobre pode ter seus motivos corrompidos ainda que por uma minoria.

Vivemos numa sociedade que deveria ser o exemplo, o modelo de uma cidadania democrática diante das tantas evoluções cientificas nas quais estamos inseridos a fim de deixar maior exemplo a história da humanidade.   Entretanto o que ocorre é contrário ao que a humanidade denominou direitos humanos.

Grupos que lutam por seus direitos em relação a outros, entidades que defendem um grupo em decorrência de outro, governos que não administram para seus cidadãos, leis que não asseguram o estado de direito, pois são incapazes de dar resposta a sua própria violação.   No centro de tudo está o poder; poder para usar e abusar do que declaram ser liberdade; poder manifesto pela minoria que detém em suas mãos a maior renda da autarquia; poder da minoria, que administra os bens pertencentes à maioria.

O que é isto, se não o egocentrismo que aflora em todos os meios criando com isto uma iniquidade nunca antes vista.

E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos.

(Ev. Mateus 24. 12 RA-Ilumina Gold)

A multiplicação da iniquidade caracteriza o império do egocentrismo não só no coração dos ímpios, mas de uma grande parte dos cristãos, das instituições denominadas evangélicas, que deveriam demonstrar o amor de Deus conduzindo pessoas a se tornarem discípulos de Jesus.   Entretanto!

Não permita que o egocentrismo domine sua vida, seu coração, pois ele te conduzirá a prática da iniquidade, te levará por uma estrada de amor ao mundo e a você mesmo, tuas atitudes e conceitos irão se tornar contrárias a vontade de Deus; contrárias a Deus!

Não caia nesta astuta cilada de satanás.

Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.  Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.

Jesus Cristo

(Ev. João 13. 34-35 RC-Ilumina Gold)