ESPERANÇA

This entry is part 1 of 4 in the series Mensagens II

EM MEIO A ADVERSIDADE IV

images (2)

Motivação correta

A Palavra de Deus no livro de Atos dos Apóstolos capítulo 16 e versículo 11 a seguir, mostra-nos que em Trôade o apóstolo Paulo tem o objetivo de pregar o evangelho dirigido pelo Espírito Santo.   Em dia de sábado após a oração, Paulo ministra uma Palavra e Deus trazendo ao coração de uma mulher por nome Lídia um conceito bom sobre a pessoa do Senhor Jesus, ela se converte levando ao batismo os de sua casa.

Esta cidade era conhecida pelos seus integrantes como uma cidade de conquista, de esforços humanos, tida pelo povo como um grande palco de batalha. Uma colônia Romana, com frequentes cultos a divindades, tais como Juno, Júpiter e Marte.

Havia ali uma jovem que dava grande lucro aos seus senhores, por ter em sua vida um espírito adivinhador, suas palavras começam a incomodar Paulo, pois sua inspiração é gerada por espíritos malignos. Em uma atitude de autoridade Paulo se vira e ordena ao espírito (que atua naquela jovem), que em nome de Jesus Cristo saia dela; pronto às adversidades começam a surgir.

A esperança desses senhores, ou seja, o sentimento de ver como possível àquilo que eles desejavam por mãos de uma adivinhadora, estava perdido, o que lhes trouxe tribulação; sua fonte tinha secado, não tinham mais lucro, não tinham mais por que manter a escravidão daquela jovem menina, tudo isso graças ao Poderoso Nome de Jesus. Aleluia!

Assim como a adversidade chegou para aqueles senhores que visavam o bem material independente da fonte, também chegou até Paulo.   Entretanto a diferença era que aqueles homens estavam sendo guiados por visão humana, carnal, por espíritos malignos que atuavam na vida de uma jovem utilizando-se do problema das pessoas, mas Paulo estava sendo guiado pelo Espírito Santo.

Isto levou Paulo e Silas a prisão, foram expostos em praça publica, conduzidos a presença de Magistrados influentes daquele lugar, sentirão a dor da indiferença, do desprezo, da vergonha; tratados como criminosos foram submetidos a açoites, humilhados, jogados na prisão onde tiveram seus pés seguros por um tronco a vista de um carcereiro que os vigiava dia e noite.

Tal carcereiro também tinha uma esperança, o seu sentimento de realização estava em seus esforços como um bom guardião de presos, seja de maior ou menor periculosidade, no entanto sua fonte estava prestes a secar por ser humana, passageira, perecível tal como a dos senhores daquela jovem.   Por volta da meia noite Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, sobreveio um terremoto que sacudiu os alicerces da prisão, abrindo suas portas, soltando suas cadeias.

Vendo aquela cena o carcereiro percebe que seus esforços não adiantariam muita coisa, sua mente o levou a buscar uma saída para aquele problema: “Suicídio”, pois tudo estava perdido.

Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos!   Bradou Paulo.

Você pode bradar em alta voz frente a uma adversidade!  Qual a origem de sua esperança!   Você está sendo motivado, guiada por Deus, em quem não há sombra de variações.   Deus não está sujeito às dificuldades da vida, Ele está de braços abertos para socorrer todo àquele que o busca:

Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos Jó 14.7

Paulo contagiou o carcereiro com a “motivação correta”, pois sua esperança estava baseada em Jesus que poderia realizar aquilo que eles desejavam, a libertação da prisão, pois nenhuma adversidade (caráter do que é adverso, desfavorável, infelicidade, contrariedade, aborrecimento) poderá reter a graça do evangelho, uma vez que este é o:

 “Poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”. Aleluia, Aleluia!

O Espírito Santo nos mostra que a fonte (aquilo que origina ou produz) de tua esperança não pode estar naquilo que é humano, mas sim em Deus.

Tanto a fonte dos senhores como a do carcereiro eram malignas e humanas, as diretrizes de suas vidas não estavam no caminho certo e ao se chocarem com problemas seja de ordem interpessoal, intrapessoal ou extrapessoal suas vidas ruíram, mas como Paulo o Espírito de Deus brada em alta voz:

Não te faças nenhum mal, pois aqui estou!

“Sementes de Fé, Uma Vida na Palavra” está aqui para te dizer que embora tenha secado tua fonte, acabado tua esperança, você não precisa machucar as pessoas ou os seus sentimentos, procurando o alivio de sua frustração no divórcio, suicídio, nas drogas, prostituição, no crime.   Não destrua sua vida, receba esta Semente de Fé, viva uma vida na Palavra, pois existe uma saída, existe esperança em meio à adversidade:

Qual é a origem das fontes em sua vida?

Qual tem sido a tua motivação?

Que males você tem enfrentado?

Jesus Cristo se importa com você!

Tão somente creia no Senhor Jesus e serás salvo tu e tua casa. Aleluia!

ESPERANÇA

This entry is part 3 of 4 in the series Mensagens II

EM MEIO A ADVERSIDADE II

images (2)

Se eu apenas lhe tocar as vestes…

Continuamos a observar as escrituras e no capitulo 5 e versículos 25 a 34, Marcos descreve em seu evangelho a vida de uma mulher que doze anos vinha sofrendo de uma hemorragia, padecendo na mão de vários médicos, tendo despendido tudo quanto possuía, contudo, sem nada aproveitar, antes, pelo contrario, indo a pior.

Espalhava com liberalidade seus recursos, ou seja, estava consumindo seu dinheiro e sendo consumida pela enfermidade, sem conseguir resolver nada, até que a fama de Jesus chega aos seus ouvidos. Aleluia! Aleluia!

A esperança (sentimento de quem vê como possível àquilo que deseja) surge em meio aos problemas, separada da comunidade de Israel, vinha sentindo em sua vida dor física, moral e espiritual, seu modo de viver, seus hábitos, suas atividades, tudo estava comprometido com o fracasso.   Entretanto dependia dela analisar o que tinha ouvido sobre Jesus, seu conceito poderia ser bom ou mal.

Ela avalia bem a fama de Jesus e a confiança resultante da Palavra da Verdade da origem a um objetivo: ser curada.   Agora, em seu coração três sentimentos movem sua vida, Esperança, Fé e Vontade, pois está escrito: Logo a fé é pelo ouvir, e ouvir pela palavra de Cristo. (Romanos 10.17)  A sua alma e seu espírito são tocados pela Palavra, que por meio de seu intelecto, emoções, desejos e consciência, desencadeiam no seu corpo uma atitude de fé, a qual chamamos de ponto de decisão o que lhe deu a convicção expressa em sua própria palavra, pois disse: Se eu apenas lhe tocar as vestes, ficarei curada. (Marcos 5.28)  Aleluia!

Evangelho de Lucas capitulo 8 e versículo 44, enfatiza o toque na orla da veste, pois o povo de Israel levava em sua veste um lembrete visível de sua profissão religiosa, na franja existente nas vestimentas, havia o chamado tistsi (cordão azul), aludindo aos 613 mandamentos da Torá. Tocar na orla era como se ela estivesse tocando na Palavra, pois trazia à lembrança daquele povo as instruções Divinas para que sua vida fosse próspera em Deus.   A ação daquela mulher mostrou aquele povo que mesmo que tudo e todos a rotulassem ao fracasso, pensando que ela estava condenada; existia ali alguém que poderia resolver seus problemas, e resolveu, ela foi curada, pois não há limites para a fé.

Este alguém, era Jesus o Filho unigênito de Deus. Aleluia!

Muitas pessoas estão assim, com sua vida comprometida ao fracasso, problemas no lar, no casamento, com os filhos, sem saúde…   Dificuldades financeiras, investindo tudo o que tem sem, contudo nada aproveitar, sem resposta positiva.  Está mulher, depositou sua esperança em Jesus, mediante sua fama creu que Ele podia resolver seu problema, seu conceito sobre Ele estava certo, este mesmo Jesus está presente hoje para nos revelar ainda mais o amor de Deus que excede todo o entendimento humano.

Jesus está pronto a fazer por mim e por você o mesmo que fez por está mulher, tenha esperança, fé e vontade, aja com determinação mesmo em meio a adversidade pois está escrito:

Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó, ao cheiro das águas, brotará e dará ramos como a planta. (Jó 14. 7-9 RC-Ilumina Gold 2009)

        Em que área tem padecido sua vida!

                      Você consegue ver como possível àquilo que deseja.

                                                  Como está tua esperança em meio às adversidades?

Creia em JESUS, pois ele pode, Ele quer te ajudar.

ESPERANÇA

This entry is part 4 of 4 in the series Mensagens II

EM MEIO A ADVERSIDADE I

images (9)

 Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado.

(Jó 42. 1b-2 RC Ilumina Gold 2009)

Olhando para a Palavra de Deus, observamos muitos ensinamentos que o Todo Poderoso deixou nas sagradas Escrituras a fim de que venhamos permanecer firmes quando as dificuldades chegam a nossas vidas.

Vimos na vida do homem que sua convicção de fé era de uma singular e impressionante sublimidade, pois trazia quatro bases, pilares que chamaram a atenção no céu, na terra e nas regiões inferiores.

Esse homem era Jó, homem íntegro, reto, temente a Deus e que se desviava do mal. Embora Jó acreditando de coração na Sabedoria Divina (Jó 1.21), que o Único e verdadeiro Deus, é o Todo Poderoso (Jó 5.17), na Justificação pela fé (Jó 9.2), e no Glorioso Advento de Cristo (Jó 19.25), não estava isento de adversidades, pois o salmista  nos diz que o homem nasce para o enfado (Sl 90.10).

A adversidade chega à casa de Jó e ele leva a sua luta para o pó, para a humilhação ficando sete dias em silêncio, lutando interna e externamente, mas ao findar tais dias, ouvimos o grito que provem de uma alma torturada, uma alma abatida, mas não destruída.   Os sete dias de silêncio se transformam numa tristeza contra o dia de seu nascimento, contra o dia de sua concepção, pedindo ele que os mesmos fossem apagados da história.

Depois disto, passou Jó a falar e amaldiçoou o seu dia natalício. Disse Jó: Pereça o dia em que nasci e a noite em que se disse: Foi concebido um homem! (Jó 3. 1-3 RC Ilumina Gold 2009).

O pedido de Jó em meio à luta é algo sério, pois Jó gostaria que Deus alterasse a mecânica celeste e as leis da biologia.

Escureçam-se as estrelas do seu crepúsculo; que espere a luz, e não venha; e não veja as pestanas dos olhos da alva! Porquanto não fechou as portas do ventre, nem escondeu dos meus olhos a canseira.  Por que não morri eu desde a madre e, em saindo do ventre, não expirei? (Jó 3.9-11 RC Ilumina Gold 2009).

Jó literalmente viveu o significado de seu nome: VOLTADO PARA DEUS.

Não de uma maneira intelectual, mas experimental; a vida de Jó nos ensina que quando nos voltamos para o Senhor com todo nosso ser (intelecto, emoção, vontade, consciência, fé, etc…); levando nossa luta para as mãos do Senhor; nos humilhando em sua presença, experimentaremos o que DEUS pode fazer por aquele que nEle espera, só então poderemos dizer o que Jó disse:

Bem sei que tudo podes e

 nenhum dos teus planos pode ser frustrado.

Aleluia!

Querido irmão, quando a adversidade bater em tua porta, saiba que Deus não precisa alterar a mecânica celeste, muito menos mudar as leis da biologia para resolver teus problemas, Ele sabe como agir, tão somente busque a Ele, espere Nele.

Você não terá um conhecimento intelectual, mas experimental do que a “δοζα” (Glória) de DEUS pode fazer; você entendera quem ELE É, o que ELE TEM, e o que ELE FAZ.

Como temos reagido em meio às lutas?

Será que temos nos voltado para Deus?

Onde está a tua esperança?

Esteja alegre, pois o evangelho baseia-se na Fé e não em circunstâncias, pois como está escrito:

O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ.

(Romanos 1.17)

Tenha esperança no Senhor Jesus, ele pode resolver teus problemas!