ATITUDES DE FÉ

This entry is part 1 of 1 in the series Atitudes de Fé

download (2)

ATO DIVINO

Segundo a Bíblia entendemos que o primeiro “Ato de Fé” está manifesto em Deus, como está escrito:

Pela Fé entendemos terem sido constituído os mundos pela palavra de Deus, de maneira que aquilo que se vê, não foi feito do que é aparente. (Hb 11.3)

Do nada Deus começou tudo, sua ferramenta a Palavra. Pela pronuncia da Palavras começou a existir o indispensável para a criação do universo. Observando esta atitude Divina, percebemos quão importante é estarmos alicerçados na Palavra de Deus.

As atitudes Divinas passam a criar não só o mundo e a ordem do cosmo (a Lua, a Terra, o Sol, as Galáxias), mas também a natureza, os animais, o homem e a mulher. 

Quando foi criado por Deus o Jardim do Éden tinha uma função: abrigar uma árvore, denominada “Árvore da Vida”.

Ao criar o homem, Deus também estabelece a este uma função: tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no Jardim do Éden para cultivar e guardar ( Gn 2.15 ).

No original hebraico, as palavras utilizadas para designar a função do homem são “abad” e “shamar”. A primeira delas é traduzida por “cultivar” na versão brasileira, mas seu significado original é trabalhar, servir. Já a palavra “shamar” significa prestar atenção, vigiar, supervisionar, guardar. Nisto, podemos entender que a função do homem no Jardim era trabalhar e vigiar.

No Jardim estava a Árvore da vida, que representava a imortalidade do homem, e o próprio homem deveria guardá-la, ou seja, Deus jamais agiria por imposição, mas como Ele criou seres com “livre arbítrio”, esperava agora uma Atitude de Fé e obediência de ambos em sua Palavra.

Por que o homem deveria guardar o Jardim?

Do que o Jardim deveria ser protegido?

A espreita do homem estava um ser, aguardando apenas um momento oportuno para com uma atitude levar a criação divina a rebelião. Lúcifer um anjo caído, que arma um plano contra a criação de Deus, com o intuito de colocá-la em atitude oposta ao Criador, lançando sobre a criação o caminho da desobediência. Diante da palavra lançada por Lúcifer, o homem e sua mulher tomam uma atitude de Fé, não baseada na Palavra de Deus, mas na palavra da serpente:

Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. (Gn 3. 4-5)

Esta atitude traz uma sentença amarga ao coração do homem e de sua mulher, a “separação de Deus” pela prática do pecado. Agora a vida física do ser humano, como sua manutenção e duração estavam comprometidos com dois terrores: a culpa do pecado e o temor da morte.

Somente uma Atitude de Fé divina poderia libertá-los e Deus estava disposto a manifestá-la por amor a sua criação.

…dizendo: Anunciarei o teu nome a meus irmãos, cantar-te-ei louvores no meio da congregação. E outra vez: Porei nele a minha confiança. E outra vez: Eis-me aqui a mim e aos filhos que Deus me deu. E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo, e livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão. (Hb 2.12-15)

Cristo é a nova Atitude de Fé”, pois Deus para a solução da culpabilidade e do temor do ser humano, gerou um caminho em Cristo que viria com o propósito de declarar a todos os Irmãos o Nome de Deus, como Proprietário deles.

Uma escritura foi entregue por Jesus aos homens e Ele próprio, Jesus louvaria a Deus por esta grande Vitória, a qual verdadeiramente se concretizou no Calvário; Jesus expiou todo o pecado na Cruz, tirou a causa da morte espiritual, ao menos para todos os que cressem nEle

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu filho Unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a Vida Eterna. (Jo 3.16) Aleluia, Aleluia!

Jesus Cristo é a única Salvação para o mundo; não há outra!

Com Deus está o indispensável para sua vida!

Somente Jesus tem as palavras de vida eterna.

Deus espera sua ATITUDE DE FÉ!

ESPERANÇA

This entry is part 1 of 4 in the series Mensagens II

EM MEIO A ADVERSIDADE IV

images (2)

Motivação correta

A Palavra de Deus no livro de Atos dos Apóstolos capítulo 16 e versículo 11 a seguir, mostra-nos que em Trôade o apóstolo Paulo tem o objetivo de pregar o evangelho dirigido pelo Espírito Santo.   Em dia de sábado após a oração, Paulo ministra uma Palavra e Deus trazendo ao coração de uma mulher por nome Lídia um conceito bom sobre a pessoa do Senhor Jesus, ela se converte levando ao batismo os de sua casa.

Esta cidade era conhecida pelos seus integrantes como uma cidade de conquista, de esforços humanos, tida pelo povo como um grande palco de batalha. Uma colônia Romana, com frequentes cultos a divindades, tais como Juno, Júpiter e Marte.

Havia ali uma jovem que dava grande lucro aos seus senhores, por ter em sua vida um espírito adivinhador, suas palavras começam a incomodar Paulo, pois sua inspiração é gerada por espíritos malignos. Em uma atitude de autoridade Paulo se vira e ordena ao espírito (que atua naquela jovem), que em nome de Jesus Cristo saia dela; pronto às adversidades começam a surgir.

A esperança desses senhores, ou seja, o sentimento de ver como possível àquilo que eles desejavam por mãos de uma adivinhadora, estava perdido, o que lhes trouxe tribulação; sua fonte tinha secado, não tinham mais lucro, não tinham mais por que manter a escravidão daquela jovem menina, tudo isso graças ao Poderoso Nome de Jesus. Aleluia!

Assim como a adversidade chegou para aqueles senhores que visavam o bem material independente da fonte, também chegou até Paulo.   Entretanto a diferença era que aqueles homens estavam sendo guiados por visão humana, carnal, por espíritos malignos que atuavam na vida de uma jovem utilizando-se do problema das pessoas, mas Paulo estava sendo guiado pelo Espírito Santo.

Isto levou Paulo e Silas a prisão, foram expostos em praça publica, conduzidos a presença de Magistrados influentes daquele lugar, sentirão a dor da indiferença, do desprezo, da vergonha; tratados como criminosos foram submetidos a açoites, humilhados, jogados na prisão onde tiveram seus pés seguros por um tronco a vista de um carcereiro que os vigiava dia e noite.

Tal carcereiro também tinha uma esperança, o seu sentimento de realização estava em seus esforços como um bom guardião de presos, seja de maior ou menor periculosidade, no entanto sua fonte estava prestes a secar por ser humana, passageira, perecível tal como a dos senhores daquela jovem.   Por volta da meia noite Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, sobreveio um terremoto que sacudiu os alicerces da prisão, abrindo suas portas, soltando suas cadeias.

Vendo aquela cena o carcereiro percebe que seus esforços não adiantariam muita coisa, sua mente o levou a buscar uma saída para aquele problema: “Suicídio”, pois tudo estava perdido.

Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos!   Bradou Paulo.

Você pode bradar em alta voz frente a uma adversidade!  Qual a origem de sua esperança!   Você está sendo motivado, guiada por Deus, em quem não há sombra de variações.   Deus não está sujeito às dificuldades da vida, Ele está de braços abertos para socorrer todo àquele que o busca:

Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos Jó 14.7

Paulo contagiou o carcereiro com a “motivação correta”, pois sua esperança estava baseada em Jesus que poderia realizar aquilo que eles desejavam, a libertação da prisão, pois nenhuma adversidade (caráter do que é adverso, desfavorável, infelicidade, contrariedade, aborrecimento) poderá reter a graça do evangelho, uma vez que este é o:

 “Poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”. Aleluia, Aleluia!

O Espírito Santo nos mostra que a fonte (aquilo que origina ou produz) de tua esperança não pode estar naquilo que é humano, mas sim em Deus.

Tanto a fonte dos senhores como a do carcereiro eram malignas e humanas, as diretrizes de suas vidas não estavam no caminho certo e ao se chocarem com problemas seja de ordem interpessoal, intrapessoal ou extrapessoal suas vidas ruíram, mas como Paulo o Espírito de Deus brada em alta voz:

Não te faças nenhum mal, pois aqui estou!

“Sementes de Fé, Uma Vida na Palavra” está aqui para te dizer que embora tenha secado tua fonte, acabado tua esperança, você não precisa machucar as pessoas ou os seus sentimentos, procurando o alivio de sua frustração no divórcio, suicídio, nas drogas, prostituição, no crime.   Não destrua sua vida, receba esta Semente de Fé, viva uma vida na Palavra, pois existe uma saída, existe esperança em meio à adversidade:

Qual é a origem das fontes em sua vida?

Qual tem sido a tua motivação?

Que males você tem enfrentado?

Jesus Cristo se importa com você!

Tão somente creia no Senhor Jesus e serás salvo tu e tua casa. Aleluia!

ESPERANÇA

This entry is part 2 of 4 in the series Mensagens II

EM MEIO A ADVERSIDADE III

images (9)

Visão Humana & Visão Divina

A Palavra de Deus em Mc 5.21-43 mostra-nos a história de um pai desesperado, que não se importou com sua posição ao buscar insistentemente a cura para sua filha.   Mesmo sendo Oficial de uma Sinagoga, e trazendo em seus ombros a responsabilidade da manutenção e programação dos cultos ele se prostra diante do Senhor.   Vemos na atitude deste homem o exemplo a ser seguido, pois independentemente da posição que uma pessoa tenha Jesus não despede ninguém vazio.

A história aqui relatada é a de Jairo, que quer dizer “aquele que brilha”, mesmo tendo um horrível problema em sua casa que se levanta para apagar ou ofuscar seu brilho, Jairo, entendeu que só Jesus Cristo de Nazaré, tem a verdadeira solução para a cura de sua filhinha que está à beira da MORTE.   Ele pede que Jesus vá ao seu lar, o recanto mais íntimo de uma pessoa, seu palácio, e imponha a mão sobre sua filha, acreditando em sua Deidade.   Mas quando ambos estão quase chegando ao destino, ou seja, seu lar, alguns da sua casa encontrando-o pelo caminho, traziam-lhe uma notícia: Tua filha está morta, porque enfadas o mestre?

Essas pessoas não tinham o conceito verdadeiro acerca da Pessoa do Senhor Jesus, mostrando que sua Fé não era verdadeira, e por que não creram, para eles não havia “Esperança em meio às adversidades”. Observamos que essa pergunta traz ao coração de Jairo uma prova, renunciar seu status diante da enfermidade que atingiu sua filha; “Ele negaria ou não o Senhor e a sua Orientação diante Deus e dos homens”.

Quantas vezes uma palavra, um gesto, uma atitude, nos faz trilhar o caminho errado, caminho que nos cega de tal maneira que pensamos realmente estar certos.    Agimos e levamos outros a agir de forma incrédula, sem fé em Deus.   Não perdoamos o esposo, a esposa, os filhos; machucamos as pessoas em nossa volta e somos machucados por aqueles que não creem, a final Jesus não é o seu Mestre, se fosse não agiriam dessa maneira.   Mas junto de Jairo estava aquele que podia dar resposta a suas expectativas diante do ocorrido, em meio a este turbilhão de sentimentos Jesus diz:

Não tema, crê somente, na verdade Jesus estava dizendo, “não tema Jairo, continue crendo, eu estou acima das circunstâncias que cercam a tua vida, EU SOU O CAMINHO, EU SOU A VERDADE, EU SOU A VIDA”.

O Trajeto para sua casa era Jesus, a Verdade em meio aquela circunstância era Jesus, e a Vida da sua filha era Jesus. Aleluia, Aleluia!

Entrando em sua casa encontram um alvoroço e os que choravam.

visão humana traz após si confusão, incredulidade, riso, deboche, inconstância, perturbação, enfim a conscientização humana traz desesperança!

Entretanto, a visão Divina traz consolo, paz, esperança, fé, uma experiência do Amor e do Poder de Deus para a vida de qualquer pessoa que o busque na face da terra. Aleluia!

Embora tudo pareça estar acabado, perdido, mesmo as pessoas a sua volta desacreditando e lançando setas perturbadoras em seu coração, creia, pois ao entrar no quarto da menina com os pais e três discípulos, Jesus pega sua mão e lhe diz:

Talitá cumi! Que quer dizer, Menina eu te mando, levantate, e imediatemente se levantou e pôs-se a andar. (Ev. Marcos 5.41-42)

O Milagre chegou e Jairo através de sua Fé, Vontade e Esperança, tendo o conceito certo da Pessoa e Deidade do Senhor Jesus, ele obteve a vitória e contagiou a muitos.

Vale a pena renunciar nossos valores em prol da solução Divina; vale a pena buscar, se prostrar e insistentemente suplicar o favor do Mestre!

O que tem ofuscado sua vida?

Qual visão tem te cercado, a humana ou a Divina?

Que orientação você seguirá, a Humana ou a Divina?

Lembre-se: A visão e a orientação humana só podem denominar uma situação, mas a visão e a orientação Divina criam soluções para seus problemas.

Jesus se importa com você, Ele quer te ajudar.

 “Pare de Temer, Continue Crendo, pois há esperança em meio à adversidade”.