O MELHOR DE DEUS

This entry is part 13 of 24 in the series Reflexões I

REFLEXÕES

images (7)

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança…

(Gênesis 1. 26 RC Ilumina Gold 2009)

O último ato divino na criação do que chamamos planeta terra, foi o homem (ser humano). Após criar o ser humano determinando que este fosse o governador de tudo, Deus observa: “e viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom…” (Gênesis 1. 31)  Certamente Deus escolheu o homem para dominar e sujeitar a terra por ter criado este a sua imagem e semelhança, é possível afirmar que o homem era o melhor em sua obra, a coroa da criação, o melhor de Deus.

A bíblia como livro sagrado, Palavra de Deus, nos conta sobre o relacionamento de Deus com os seres humanos.   Não mais aquele homem que Deus havia criado em sua perfeição, mas um homem livre para fazer suas escolhas, conhecedor do bem e do mal. Por este motivo Deus preocupou-se em deixar sua Palavra à humanidade, demonstrando por meio dela seu sentimento em relação a sua criação.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. (Ev. João 3. 16-17 RC-Ilumina Gold 2009)

A tarefa de Jesus consistia em salvar o ser humano; do pecado, do juízo e da justiça.   Isto porque todos pecaram e por isto foram destituídos da glória (presença) de Deus, carecendo por tanto da sua misericórdia manifesta por meio de Jesus, o Cristo (ungido).

Jesus veio ao mundo mostrar o amor de Deus pelas pessoas: Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. (Ev. João 13. 34-35 RC-Ilumina Gold 2009)

Portanto é preciso que este amor seja primeiramente manifesto no meio de sua Igreja, uma vez que a obra de Deus consiste em amar o que de melhor Deus criou:

O ser humano.

Você ama aqueles que estão a sua volta?   Pai, mãe, irmãos, parentes, amigos…

Você tem amado aqueles que te perseguem e falam mal de você, aqueles que por algum motivo desconhecido não gostam de você.    Você ama seus irmãos na fé?

IGREJA!  VOCÊ TEM AMADO O PECADOR?

Onde estão as obras do teu amor.

E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro.

(Apocalipse 22. 12-13 RC Ilumina Gold 2009)

Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.

ΑΩ

Fé: Conhecer para Aplicar.

 PARTE I – O QUE TEMOS É, OU NÃO É FÉ.

images (21)

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus; Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.

Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar. (Romanos 10.17 Tiago 1. 22,25 RA Ilumina Gold 2009)

Por meio do tema aqui proposto, gostaria de convida-lo a lembrar-se de versículos e passagens bíblicas que nos ajudarão a conhecer e compreender nossa fé, tendo como objetivo sua aplicação em nossa caminhada, nossa vida cristã.

Muitas vezes procuramos compreender o porquê temos fé para conquistar coisas materiais, mas não a temos para cura de uma enfermidade.

Temos fé para cura de uma dor de cabeça e não cremos que uma dor de dente vai passar se não consultarmos o médico.

Damos glória Deus quando fizemos um simples machucado em um dedo, mas se perdermos um dedo, dificilmente agiremos da mesma forma.

Cremos na conversão de uma pessoa quando ela começa sua caminhada na Igreja, mas quando se trata de um parente que não nos dá ouvido, sequer lembramos de orar por sua salvação.

Cremos que Jesus nos salvou da perdição eterna, no entanto quando o assunto é a cura de um câncer, a libertação do “crak”, parece que nossa fé se esvai.

Muitas atitudes e sentimentos se parecem com fé, quando na verdade não são, este é o motivo pelo qual esperamos alcançar algo que nunca acontece, espera, que nos leva a um estado de decepção, nos entristecemos e acabamos por culpar Deus, desistindo da caminhada de fé.

Com base nestas verdades, creio que o Espírito Santo me impulsionou a escrever sobre: “Fé, Conhecer Para Aplicar”, no intuito de que você, querido leitor possa pela fé ter uma vida cheia do Espírito Santo, experimentando a vontade de Deus em sua própria vida.

Porque nossa fé se torna tão distante, quando aos olhos humanos a questão parece difícil.

Neste aspecto faremos algumas comparações, para no final analisarmos: o que temos é, ou não é, fé.

Continua…